IV Jornalismo sem Fronteiras – A viagem – Dia 1

Olá galera bonita!! Tudo bom com vocês? Depois de mais de 3 meses de espera, 3 encontros e muita ansiedade, o dia finalmente chegou: eu embarquei ontem para a linda Buenos Aires, para começar realmente o IV Jornalismo Sem Fronteiras.

As expectativas estavam altas, e a saudade dessa cidade linda já estava me matando. Buenos Aires é sempre boa, mas dessa vez tem um rostinho diferente: depois de arrumar as malas, colocar na bagagem as pautas e um pouquinho de jogo de cintura e cara de pau, embarquei nessa jornada incrível.

A equipe do IV Jornalismo sem Fronteiras se prepara para o embarque.

A equipe do IV Jornalismo sem Fronteiras se prepara para o embarque.

 

Após arrumar as coisas e quase nem conseguir dormir de ansiedade a batalha finalmente começou. De início, tivemos  o resultado de uma ideia que tivemos a algumas semanas atrás: alguns universitários argentinos resolveram se juntar a nós no programa, e se tornaram nossos guias em meio a um universo tão desconhecidos para nós.

PRIMEIRA REUNIÃO – NOVIDADES PORTEÑAS 

Superado o espanto em perceber que eles realmente tinham topado se reunir a nós, passamos a discutir juntos as pautas pessoais e a pauta do caderno especial, que já tínhamos definido anteriormente. Foi então que mais desafios começaram a surgir: o deles era apresentar a Argentina ( e os assuntos de pauta do país) que um brasileiro se interessasse, e os nossos? Bem, os nossos eram muitos.

A língua era o primeiro deles. Apesar de conseguirmos entender bem “los hermanos”, não consegui me comunicar com eles com a mesma potência. Era mais fácil para mim entender espanhol do que nós falados o idioma!

Logo após um rápida adaptação a esse fato, uma dose de mímica e um pouco de portunhol, percebi como a presença dessas pessoas foi, na minha opinião, tão importante para o grupo. Após algum tempo de debate e discussão, eu me senti muito mais inserida no contexto do país, muito mais próxima a cultura. Depois dessa conversa, me senti muito menos estrangeira no país e bem mais próxima da cultura.

Estudantes argentinos se unem ao programa e traem um debate ainda mais rico ao grupo.

Estudantes argentinos se unem ao programa e traem um debate ainda mais rico ao grupo.

Além dessa ajuda na imersão, nossos amigos porteños foram muito importantes em certos detalhes essenciais: sugestão de fontes ( muito mais difícil de se encontrar quando se está fora do seu país de origem), ajuda com a língua e visões de pauta diferentes.

Logo em seguida,tivemos a oportunidade de conversar com a correspondente da BBC Brasil em Buenos Aires e editora da página do jornal Clarín em português, Márcia Carmo, que contou um pouco de sua carreira e dos desafios de se tornar correspondente.

 

A correspondente da BBC Brasil na Argentina, Márcia Carmo, comenta os desafios da carreira

A correspondente da BBC Brasil na Argentina, Márcia Carmo, comenta os desafios da carreira

Márcia contou um pouco de sua história no jornalismo e comentou coberturas delicadas que já fez, sós o terremoto no Chile, por exemplo. Apesar disso, a jornalista disse que não teve medo,mas reforçou os cuidados a tomar nessa carreira.

De tarde, tivemos tempo para estruturar nossas pautas e realizar entrevistas e mais desafios vieram: as buscais incansáveis pelas fontes, a dificuldade com a língua e a demora para a resposta de emails me ensinou duas lições: a primeira delas é que nem sempre é fácil encontrar aquela fonte importante que você precisa. A segunda, é que é sempre necessário ser flexível e ter um plano B ( depois falo um pouco mais das minhas pautas pra vcs).

A ajuda de uma amiga argentina foi muito importante para metade do nosso progresso e as dificuldades com a pauta nos levaram para um caminho que acabou se mostrando muito mais interessante do que o primeiro.

No fim do dia, nos sentamos juntos e dividimos a nossa experiência: pedimos conselhos, discutimos opções, o que tornou a vivência ainda mais rica. Resumindo: um dia intenso, cansativo mas cheio de aprendizados,até além do jornalismo. Tenho certeza que voltarei pra casa, com uma bagagem muito maio do que a que eu vim!

É isso aí galera!

Agora deixa eu ir dormir por que amanhã o dia também será longo!

 

XOXOXO!

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s